Notícias

CRISE ECONÔMICA TORNA O MOMENTO FAVORÁVEL PARA A AQUISIÇÃO DE IMÓVEIS

Por Carlos Minuano – Metro 
Com o atual cenário de crise econômica no país, realizar o sonho de comprar a casa própria pode parecer inviável. Mas pelo contrário. O número elevado de unidades à venda somado ao desaquecimento do mercado tornam o momento favorável para a aquisição de imóveis. Claro que os juros no caso do financiamento demandam atenção especial.

Muita oferta e poucas vendas fazem os preços caírem, explica o vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Secovi-SP, Emilio Kallas.  “Em algumas regiões, preços atrativos levaram mais visitantes aos estandes de vendas. As pessoas querem aproveitar este momento, que está favorável ao comprador”.

Juros

Os mercados de médio e alto padrão começaram 2015 melhor do que terminaram 2014, afirma Rafael Abud, proprietário da Ello Imobiliária na Granja Viana, em São Paulo. “Mas vão ter de se acomodar com as mudanças recentes do parcelamento.”

Ele se refere ao aumento da taxa de juros e diminuição do prazo de financiamento de 90 para 80 meses – segundo aumento do ano, pela Caixa Econômica Federal, maior financiadora de habitação do país.

Segundo a Caixa, com a redução nas vendas, as empresas estão direcionando seu foco para eliminar estoque e não para lançamentos.

Os juros altos e a inflação devem atrapalhar um pouco o setor, mas por outro lado faz com que o mercado se acomode, diz o administrador Luciano Abud. “Os preços estavam muito elevados e agora começam a se equilibrar”.

A Caixa, que detém 70% do credito habitacional no país, disponibiliza financiamentos com recursos do FGTS e Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) voltados para compra da moradia própria, de imóveis residenciais novos e usados.

notícias
relacionadas

CONSTRUÇÕES EFICIENTES DEPENDEM DE PERÍCIAS

VANTAGENS DO USO DE EPS NA CONSTRUÇÃO CIVIL